DESTAQUES

PSDB solicita censura a música do Ultraje a Rigor durante campanha eleitoral

E nosso querido candidato tucano José motoSerra junto com seu partido, o PSDB, arrumou mais uma pra gente se divertir as suas custas: solicitou ao TSE "censura" a uma música da banda Ultraje a Rigor chamada "Eu Gosto de Mulher" durante o período eleitoral. Tudo porque um dos versos da música diz "mulher pra presidente".

.

José Serra em "ação"




A música, que foi escrita no final da década de 80 pela banda paulistana, propõe a inserção da mulher em vários pontos da sociedade, inclusive na presidência, mas a mensagem principal é de que gosta de mulher em qualquer situação.

A solicitação foi feita pois o partido acredita que a música caracteriza propaganda para a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, principal concorrente de Serra. A proibição seria de tocar nas rádios brasileiras durante o período de eleição. Caso não consigam a censura, o sugestão seria de ao menos mudar a letra do tal verso em discussão por outro que não faça apologia a qualquer candidato.
"É um absurdo, temos que ficar de olho neste tipo de propaganda discreta" - disse Sérgio Guerra, presidente do PSDB.

O PT se manifestou anunciando que não tem qualquer ligação com a banda e se trata "de uma feliz coincidência".

Já a banda paulista diz não ter sido contatada por nenhum partido ou pelo TSE sobre o assunto.




Ultraje a Rigor




Dá uma olhada na letra da música:

Eu Gosto De Mulher

Vou te contar o que me faz andar
Se não é por mulher não saio nem do lugar
Eu já não tento nem disfarçar
Que tudo que eu me meto é só pra impressionar
Mulher de corpo inteiro
Não fosse por mulher eu nem era roqueiro
Mulher que se atrasa, mulher que vai na frente
Mulher dona-de-casa, mulher pra presidente


Mulher de qualquer jeito
[...]
Mulher faz bem pra vista
Tanto faz se ela é machista ou se é feminista
Cê pode achar que é um pouco de exagero
Mas eu sei lá, nem quero saber,
eu gosto de mulher, eu gosto de mulher

--




É claro que tudo isso não passa de uma piada virtual, mais uma notícia que surge na internet durante o período eleitoral e que se espalha quase como uma praga.

O PSDB negou a notícia, assim como o Ultraje a Rigor negou. Parece que tudo começou com um site que publicou a falsa notícia de brincadeirinha e que até é acusado pelo MPE de propaganda.


Mas que a piada é boa, isso ela é.


E aproveitando as piadas sobre política...




Mick Jagger - propaganda pró-Dilma





Mick Jagger - propaganda pró-Luiz Paulo




Postado por Beto

3 Comentário para PSDB solicita censura a música do Ultraje a Rigor durante campanha eleitoral

7 de julho de 2010 16:33

Acho que Dilma nem precisa de propaganda mais, durante os últimos meses ela foi a mãe do PAC e garota propaganda do governo e, tudo isso, sem fins eleitoreiros, é claro.

13 de julho de 2010 16:21

http://portal80brasilia.blogspot.com/2010/07/aconteceu-ultraje-mulheres-e-dilma.html

13 de julho de 2010 17:15

Olá Roger! Não entendi o porquê do link deixado aqui. Mas obrigado pela visita! Volte sempre!